Especialistas dizem que é hora de usar máscaras mais eficientes

O cuidado é necessário para conter cepas mais transmissíveis enquanto a vacina não chega

O porquê da recomendação

A descoberta de variantes altamente contagiosas do coronavírus nos Estados Unidos fez com que especialistas em saúde pública estimulassem os americanos a não utilizar máscaras de tecido.

A mudança pode ser tão simples quanto colocar uma segunda máscara sobre a que você já usa, ou melhor ainda, colocar uma máscara de tecido em cima de uma máscara cirúrgica. Alguns especialistas dizem que é hora de comprar as máscaras KN95 ou N95 da mais alta qualidade.

O CDC e o governo americano ainda recomendam o uso de máscara de tecido e que a população evite máscaras cirúrgicas e outras coberturas faciais destinadas a profissionais de saúde.

Mas os especialistas estão recomendando que se dobre a proteção conforme surgem variantes do coronavírus. Melhores coberturas faciais são necessárias para conter cepas mais transmissíveis enquanto o lançamento da vacina está em andamento, eles dizem.

Veja também: Qual máscara usar?

O que você precisa saber sobre as variantes do coronavírus

Vários países asiáticos, incluindo Cingapura e Coréia do Sul, têm máscaras de alta qualidade produzidas em massa para enviar diretamente aos residentes. Nas últimas semanas, os países europeus começaram a impor máscaras de grau médico em ambientes públicos, já que a cepa do vírus identificada pela primeira vez no Reino Unido ameaça devastar comunidades. Cientistas britânicos estimam que a nova cepa pode ser até 70% mais transmissível.

A existência de vírus mais transmissíveis enfatiza a importância de não fazer mais do mesmo, mas o melhor do mesmo.

O CDC incentiva os americanos a escolherem máscaras bem ajustadas com “duas ou mais camadas de tecido lavável e respirável” e a evitar máscaras cirúrgicas e outras coberturas faciais destinadas a profissionais de saúde.

Ainda há tempo de engajamento ?

Alguns especialistas em saúde pública disseram que o governo federal deveria ter priorizado a certificação ou a fabricação de máscaras melhores antes, para que os americanos não precisassem se defender sozinhos para evitar falsificações ou atualizar as suas.

As máscaras de tecido padrão podem ser cerca de 50% eficazes em termos de proteção pessoal. Era bom enquanto havia distanciamento e a tentativa de evitar estar em espaços internos lotados.

Psicólogos comportamentais dizem que as autoridades de saúde pública devem estar atentas a uma reação adversa quando começarem a mudar a orientação da máscara. Quando as pessoas que estão passando por uma crise estão confusas, geralmente mantêm seus hábitos.

É essencial reconhecer que a orientação está mudando e ser paciente se as pessoas não mudarem seu comportamento imediatamente.

Seria como ver todos os influenciadores e celebridades usando novas máscaras (em dose dupla). Poderia ser uma ótima maneira de começar uma nova norma social!

Na Europa

A França decidiu proibir as máscaras caseiras, exigindo o uso das cirúrgicas, FFP2 (semelhante à PFF2 brasileira e à N95). O argumento do governo francês é o de que os modelos caseiros não oferecem a proteção necessária contra novas variantes do coronavírus.

Antes, Áustria e Alemanha já tinham anunciado que exigiriam o uso dessas máscaras (cirúrgicas ou PFF2) em locais como transporte público e comércio, que são mais propícios para a transmissão do vírus.

Brasil

No Brasil, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) mantém a indicação de máscaras de tecido, limpas e secas, para a população em geral, enquanto as máscaras cirúrgicas e as N95, PFF2 e equivalentes devem ser usadas “pelos profissionais que prestam assistência a pacientes suspeitos ou confirmados de covid-19 nos serviços de saúde”.

A OMS mantém a recomendação de uso de máscaras de tecido para o público em geral.

Referências

https://www.washingtonpost.com/health/2021/01/27/double-mask-variants-guidance/?utm_campaign=wp_main&utm_medium=social&utm_source=instagram

https://www.bbc.com/portuguese/geral-55794988

Universidade Federal de São Paulo - Unifesp

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store